quarta-feira, 14 de abril de 2010

Paixões



O raio de luz mais síncero
Que cruzar o ar das minha paixão não existentes, 
mais criadas em momentos de aflições
Desconhecidos de mim mesma

Imaginava príncipes encatados 
todos aqueles dos contos de fadas
Esperava cada um ansiosamente e assim 
cometia o mesmo erro diariamente

Sim, talvez eu seja só mais uma criança 
que acredita em contos de fadas,
E uma mulher que não consegue suportar a dor, 
do que pensava o que era amor
Na verdade nem sei mais quem sou.


Duda Gonzalez

Nenhum comentário:

Postar um comentário